Comunitários da agricultura familiar participam de análise de produção

26 Jan, 2014

Comunitários da agricultura familiar participam de análise de produção

A equipe do Projeto Eco Pólos realizou, entre os dias 21 e 22 de janeiro, uma oficina com os produtores da agroecologia sobre a valoração dos produtos. A atividade foi coordenada pelo economista Luiz Filho, da Consaude Ambiental, em parceria com o consultor Marcio Menezes.

O evento aconteceu na comunidade São Sebastião, no rio Cuieiras, onde foram apresentados os dados preliminares do estudo econômico das cadeias produtivas da agricultura familiar.

Na ocasião, estiveram presentes representantes das comunidades São Tomé, Aruaú, Pagodão, São Sebastião e Nova Canaã, para avaliar os índices econômicos das atividades relacionadas a produtos como o abacaxi, cupuaçu, mandioca, banana, açaí e tucumã. As localidades foram escolhidas por amostragem, por centralizarem a maior parte da produção dos itens analisados no levantamento.IMG_1301O objetivo do encontro foi coletar informações sobre os meios de produção, transporte, quantitativo de colheita e outros processos, para verificar a viabilidade financeira de cada produto relacionado às determinadas culturas.

O resultado servirá como base para o desenvolvimento de novos processos e para a elaboração de técnicas que melhorem o desempenho econômico das produções. Os exercícios contribuem, ainda, para sistematizar o modo de trabalho, a partir de uma visão analítica da produção tradicional.

Uma das características já identificadas pelos pesquisadores foi o fato de que o rendimento alcançado com produtos que passaram por algum tipo de beneficiamento não é absolutamente superior ao da venda dos itens in natura.

Em alguns casos, a venda do produto natural se apresentou mais vantajosa do que a do produto beneficiado.

Outro item levantado na atividade foi o impacto do custo do frete no lucro dos produtores familiares. Uma das alternativas sugeridas para diminuir este impacto foi a criação de grupos, para o fretamento de transporte de volumes maiores, o que diluiria o impacto logístico entre os diversos produtos.

.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>