IPÊ leva oficina de fotografia ao Baixo Rio Negro

5 Feb, 2015

IPÊ leva oficina de fotografia ao Baixo Rio Negro

Com o objetivo de ensinar técnicas básicas de fotografia aos jovens das comunidades São João do Tupé, Nova Esperança e São Sebastião, os fotógrafos André Pádua e Érica Felipe ministraram oficinas no Baixo Rio Negro entre os dias 28 e 31 de janeiro. As imagens produzidas serão utilizadas em um concurso que irá premiar, com uma câmera digital, os autores das três melhores.

A capacitação contou com o apoio e prévia autorização das entidades gestoras das unidades de conservação, no território: a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), responsável pela RDS do Tupé e do Centro Estadual de Unidades de Conservação (CEUC/SDS), que Nova Esperança e São Sebastião, na RDS Puranga Conquista.

De acordo com o pesquisador do IPÊ, Luiz Filho, as oficinas aconteceram nas sedes das escolas municipais com a presença de comunitários e membros das escolas para garantir que as atividades não prejudicassem a agenda escolar dos jovens.

Em cada exposição os fotógrafos relataram os fundamentos de uma boa fotografia e as histórias que cada foto poderia contar a diferentes observadores. “Os alunos puderam observar aspectos técnicos de enquadramento, sombra, luminosidade, cores, etc.”, ressaltou Luiz.

O Ipê, com suporte financeiro do Fundo Vale, disponibilizou máquinas fotográficas para que a comunidade tivesse oportunidade de praticar o que foi ensinado. Para colocar em prática, os jovens foram incentivados a registrar pontos interessantes das comunidades, acompanhados dos fotógrafos, comunitários e membros das escolas. Em todas as situações foram preservadas a individualidade dos moradores.

Os autores das três melhores serão premiados com uma câmera fotográfica, além de terem suas fotos publicadas com referência aos jovens-autores e suas respectivas comunidades.. Além disso, serão selecionadas 12 imagens para compor um calendário.

Luiz ressaltou ainda que o coletivo de fotos capturado pelos jovens deve compor um satisfatório banco de imagens para publicações nos sites do Roteiro Tucorin e do artesanato local, além de outras iniciativas dos parceiros do Ipê para o território, mostrando o seu contexto de sustentabilidade.

“O fato de as fotos referendarem aos jovens-fotógrafos exalta o empoderamento dos comunitários sobre sua cultura e contribui para novas perspectivas de atividades em fotografia, na região”, afirmou Luiz ao falar da importância da atividade.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>